Os artigos aqui relacionados, foram escritos por Eduardo Nogueira Graça

- Bc. Pastoral

- Blc. Norman's Bay

- Blc. Oconee

- Lc. Amber Glow

- Lc. Chine

- Lc. Bonanza

- Lc. Drumbeat

- Lc. Floralia's Triumph

- Lc. José Dias Castro

- Lc. Mildred Rives

 - Lc. Zuiho
 

Bc. Pastoral

Bc. Pastoral, híbrido criado em 1.961 a partir de um feliz cruzamento entre a famosíssima matriz Bc. Deesee com C. Mademoiselle Louise Pauwels, é na minha opinião o maior sucesso criado por Rolf Altenburg (Florália).
Este híbrido combina o que há de melhor no gênero Brassavola, ou seja o labelo franjado da Brassavola digbyana, com o tamanho e forma impecável das boas Cattleyas albas. Planta de fácil floração que produz quase sempre duas ou três flores grandes com um perfume cítrico muito agradável, herança da Brassavola digbyana.
Existem diversos clones afamados deste cruzamento, como por exemplo podemos citar os seguintes: "White Orb", "Mônica", "Ave Maria", "Innocence", "Aniel Carnier", "Sandra", "Rosee" e "Pink Pearl". Estes dois últimos são de uma tonalidade lavanda suave muito bonita, enquanto os demais são plantas albas ou semi-albas.
Talvez o único "defeito" deste híbrido é ser planta espaçosa, com rizomas um tanto compridos e folhas altas que consomem bastante espaço em nossos orquidários quase sempre apertados. Para aqueles que dispõem, contudo de um pouco mais de folga é uma planta que não deixar de fazer parte da coleção, sendo sempre a sua floração muito gratificante, compensando este pequeno sacrifício de espaço.
Venho acompanhado, nas exposições, sempre com grande interesse os híbridos desta planta e raramente me decepciono com o que vejo, pelo contrário até, pois tenho visto híbrido que apesar de não serem registrados ou premiados formalmente, as suas qualidades são inquestionáveis e tranqüilamente poderiam ser clonados e vendidos como plantas de alta
qualidade batendo, inclusive, alguns bem mais conceituados. Com exemplo disso, temos o cruzamento com C. Nerto que produziu uma semi-alba espetacular, cuja a difusão está bastante concentrada na cidade de São Carlos - SP e em toda a exposição da cidade é planta de destaque.
A quantidade de seus híbridos registrados vem aumentando continuamente, devido a maior dispersão de seus clones pelo mundo, sendo que grande parte são registrados por produtores japoneses que dão muito valor as suas qualidades. Seu híbrido mais conhecido no Brasil é Bc. Turandot (x C. Bob Betts)